quarta-feira, 8 de outubro de 2008

Fico puta.

Fico puta, PUTA (!) com a sociedade atual.

Eu estava assistindo TV (é sabido que TV é coisa do Diabo e faz lavagem cerebral nas pessoas, massificando a população, por isso eu só assisto na hora do almoço) e passou essa reportagem sobre as varias escolas no interior do país que não tinham ainda um laboratório de informática.

Só isso já é estranho, já que oi? Quem é que estuda DE VERDADE no computador? Ainda mais crianças? Mas tudo bem. O repórter (que meu, não tinha dignidade) seguiu falando sobre como essas escolas estavam na espera pelos computadores do governo e entrevistou uns molequinhos perguntando pra eles o que era um computador. Os molequinhos falaram que era uma coisa quadrada com botões, e meu, achei sensata a explicação mas o repórter(no auge da sua humilhação) disse: "Triste, né?" Tipos... Não.

Triste são as crianças com Aids na África, triste é o problema dos negros nos Estados Unidos, triste DE VERDADE são as crianças que não sabem o que é um livro.

Mas segue na reportagem: Cortaram pra escola que tinha conseguido um laboratório de informática com "muita luta" (palavras dele, não minhas) da comunidade, e ele entrevistando os molequinhos que agora sabiam que um computador era mesmo uma coisa quadrada com botões, e eles estavam usando O PAINT. A comunidade poderia estar usando sua habilidade de lutar muito para alguma coisa significativa como comida pra orfanatos carentes, ou pra por os meninos de rua na escola talvez, mas não, eles usaram seu suor e sangue para que seus filhos pudessem correr o mouse em uma tela branca simulando pincéis coloridos.

Se tem uma coisa que me deixa puta é a falta de prioridades. Isso é que nem como quando garotas chegam na escola chorando porque perderam o namorado, ou tiraram nota baixa. Eu sei que posso parecer sem coração as vezes, mas tifuder viu, sem coração são essas mesmas pessoas que choram por isso mas fecham o vidro com insulfilm no farol.

Não consigo entender porque o fato de crianças não saberem o que é um computador entristece alguém, considerando que a maioria das pessoas só usa o computador pra xeretar a vida de outras pessoas e não pra ler livros (já que e-books são insuportáveis pra qualquer um que aprecie ter olhos), o que parecia ser a bottom line de toda a matéria.

Não tenho certeza se era realmente a conclusão da matéria que as crianças precisam do computador porque cabe um monte de livros dentro dele, mas foi isso que pareceu quando uma molequinha falou: - Nossa! Cabe mais livro que a nossa biblioteca?! e o repórter disse sim. Mas minha filha, você por acaso já leu toda a biblioteca? Não, e nunca vai, principalmente se te derem um computador, porque aí ficar mandando gifs brilhantes pros seus amigos no orkut vai ser mais importante que livros.

2 comentários:

Ana Lu disse...

HADUHDU, adooro você por isso. Sua sinceridade é a melhor, e eu realmente concordo, mas sabe lari, tem gente que realmente quer aprender, e não só ficar mandando gifs brilhantes pros amigos... senão não teria tanta gente lutando tanto pra entrar na USP. ♥

Maria Abobrinha disse...

Fora que a minha geração (sim, VELHA) passou muito bem sem computador na escola...