quinta-feira, 30 de abril de 2009

daí tá,

eu tô procurando emprego, e me cadastrei em um desses sites de vagas, o vagas.com.br (sério) e lá tem a opção de fazer um testezinho na E-Talent para "auto-conhecimento". Quer dizer, oi? eu tenho 17 anos, se eu fosse um pouco menos...hmm, não sei (na verdade eu sei, e tenho varios adjetivos pra por aqui mas são todos machistas e/ou arrogantes então deixa pra lá), enfim, se eu fosse menos EU, estaria neste momento fazendo testes da Capricho sem parar, porque é isso que garotas de 17 anos fazem, e apesar de não ler Capricho há muito tempo, eu gosto de testes como uma garota de 17.
Daí eu fiz o teste sem esperar muita coisa, e dá primeira vez deu RESULTADO INCONCLUSIVO o que me fez ter algumas dúvidas sobre minha personalidade, am I a freak?, esse tipo de coisa, mas da segunda vez, GENTE, quem diria que um testezinho em um site qualquer poderia saber quem sou eu, assim, EXATAMENTE!

no post passado mesmo, eu citei que meu objetivo de vida é saber tudo (não que eu vá conseguir nem nada assim, mas eu fico chateada toda vez que eu lembro que nunca vou conseguir ler todos os livros que existem no mundo), e agora isso.

Olhaí se não sou eu:


Larissa Ferreira Barbosa
Você tem sede de aprender, sempre.
Para você, o mundo é uma grande escola.

Seu maior talento:Aprender

Este Talento adora aprender. Quase todos os assuntos o interessam. O que mais lhe agrada neste processo é conhecer o novo em profundidade. É emocionante cada descoberta feita não importa o resultado final nem o que vai fazer com ele (gente, é o que eu disse: uma hora inteira lendo sobre os Incas, e nem achar que desperdicei tempo depois!). Sua energização vai crescendo na medida em que trilha o caminho que o conduz da ignorância à competência. Sua curiosidade o leva a engajar-se nos mais variados tipos de aprendizados que para outros não fazem o menor sentido (eu já citei que consigo fazer crochê com desenhos?). Da arte ao técnico tudo o fascina (quero ser escritora, e estou na faculdade de engenharia mecânica...). Esta postura de aprendiz coloca leveza na sua vida porque tira a exigência da perfeição para quem está em processo (se tem algo que eu não sou, essa coisa é perfeccionista).
Necessariamente ele não precisa se tornar um profissional no assunto nem tão pouco é a titularidade que o motiva. É esta excitação que torna mais significante o próprio processo do aprendizado que lhe faz dedicar-se até chegar na reta final cheio de prazer (não sei bem quanto ao prazer, mas tá tudo muito certo!!, como podee?).

Como se comunica
Comunicar-se bem é uma habilidade inata de Larissa Ferreira Barbosa. Ela consegue engajar as pessoas em suas idéias, através de um entusiasmo contagiante (olha, nem sempre), mas também costuma levar bastante em conta o que elas pensam a respeito. Voltada para os relacionamentos e as interações sociais, Larissa Ferreira Barbosa não deixa de lado uma boa dose de objetividade, que normalmente torna sua comunicação mais clara (meaning: sou sincera e grossa HAHA), transparente e, até mesmo, convincente. É muito aberta (sou, e as vezes até acho que isso é perigoso, porque não pode ser bom sair contando da minha vida pra pessoas que eu conheci ontem, mas não tem jeito) e expõe com facilidade seus próprios pensamentos e sentimentos.

Larissa Ferreira Barbosa não hesita em iniciar os contatos sociais e realmente aprecia fazer isso (quer dizer, menos na TPM...). Gosta de ser popular, compreendida e aceita e pode, em certas ocasiões, exagerar em suas manifestações para obter essa popularidade (haha, tipo o que? gritar? pular em cima da mesa e tirar a roupa? *confusa*).

10 comentários:

Maria Abobrinha disse...

Lari, então... quer ir morar lá em casa? Tô afim de adotar uma filha de 17 anos, que entenda a minha cabeça. Vamô ae? =P

Quando eu fiz meu primeiro teste vocacional deu que eu tinha vocação pra tudo. TUDO.

corpo estranho no sistema disse...

Vc tá mais para engenheira messiânica do que mecânica!

corpo estranho no sistema disse...

Só para vc saber que eu topo a adoção. E avisar que o seu quarto não vai ter parede. E que a gente espera netos para daqui uns 10 anos, para podermos curtir a parte bebê que perdemos com vc sem ter que trocar fralda. Baita negócio, hein?!

Maria Abobrinha disse...

Nossa, num assusta a pessoa!!! Num fala em netooo...

corpo estranho no sistema disse...

Ah vai... 27 anos é uma idade muito adequada para ter filhos... OPS!!!
Pode ser daqui 12 então

Lari disse...

HAHAHA olha, se a casa de vocês for perto da minha facul eu to aceitando, porque olha, não tá facil pra ninguém...

mas eu não sei bem quanto a parte de NÃO TER PAREDE no meu quarto, porque vocês teriam de aguentar a luz ligada a noite inteira (porque pra ler todos os livros do mundo eu tenho de começar por algum lugar e dormir - a noite - é pra fracos)

e nos testes vocacionais eu sempre me irritava porque eu queria assinalar TODAS as opções, não tinha nada que eu não gostava e eu sempre sabia qual era o resultado final porque as opções eram óbvias (o que meio que tirava o propósito de se fazer o teste).

Mel disse...

Oie, também tive problemas com testes vocacionais, é duro ter que escolher um único campo quando se tem aptidão para vários...

Aproveitando, tem presente pra você lá no blog; espero que goste.

Bjs

falecomdeus disse...

vc vai ser jornalista.
Pronto... Falei.

Juuh disse...

Teste vocacial para Julianne = NADA!
Sempre passei pelo mesmo problema que você rs. Mas um que eu fiz deu.. COMEDIANTE ¬¬ vê se eu tenho de Tiririca? u.u

Sabrina Vaz disse...

Olá!!

Nossa que legal (vou fazer esse teste tbm..¬¬)

Sabe que eu tbm já pensei em ler TODOS os livros do mundo!?
Bom... estou tentando...


Abraços!